Nome do projeto: Corrupção Política nos Media: uma perspetiva comparada Portugal, Brasil e Moçambique
Referência do projeto: FCT PTDC/IVC-COM/5244/2012.
Financiador: Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

O conhecimento da corrupção política nos media e nas redes sociais numa perspectiva comparada reveste-se da maior relevância científica e social. Segundo dados do Eurobarómetro uma grande percentagem de portugueses acreditam que a corrupção é o principal problema do país, sendo que as suas perceções se baseiam sobretudo nos media. Outros estudos sobre a perceção da corrupção constatam, também, que os portugueses formam a sua opinião com base nos media. Contudo, dados oficiais mostram que o número de processos sobre corrupção é diminuto quando comparado com a percepção da corrupção obtida através dos media. Por outro lado, não existem em Portugal estudos aprofundados sobre a cobertura da corrupção nos media, imprescindível à compreensão da dimensão pública do fenómeno. O projeto “Corrupção política nos media: uma perspetiva comparada” propõe-se preencher essa lacuna. Trata-se de um estudo pioneiro cuja vertente inovadora consiste: 1. no estudo da corrupção política nos media tradicionais e nas suas edições electrónicas; 2. no estudo da cobertura da corrupção política nas redes sociais, nomeadamente em blogs políticos; 3. Na sua perspectiva comparada em quatro países do arco ibero-afro-americano (Brasil, Espanha, Moçambique, Portugal). São analisados casos de corrupção política com projecção nacional em cada país, ocorridos nos últimos anos.

Anúncios